sábado, 10 de janeiro de 2015

Entrega (Larissa Rocha)




Para V.

No teu abraço forte e quente
Se dissipam todos os meus medos,
Minhas lágrimas se fazem segredo
Eu poderia viver assim eternamente...

Fora do teu laço, sou menina,
Que triste e desamparada, chora
As perdas e mágoas de outrora,
Mas nos teus braços minha dor termina.

E como encontrei teu abraço,
O melhor de toda minha vida!
Agora me vejo aqui rendida
Ao amor que achei no teu regaço

(Larissa Rocha)

Para mais poemas de minha autoria clique aqui



Ballerina (Larissa Rocha)

Olá pessoal! 2015 finalmente chegou no blog, gostaria de desejar um ótimo ano para todos e dizer que não abandonei o blog não, as postagens estão menos frequentes por causa da faculdade que tem tomado uma grande parte do meu tempo.
O primeiro poema do ano é um poema meu em homenagem a todas as bailarinas, e em geral, a maravilhosa arte de dançar! 



"Voar sempre, cansa - 
por isso ela corre 
em passo de dança" 
(Eugénia Tabosa)

Ela é um anjo na ponta dos pés
Ela é um anjo, de asas fortes e elegantes,
Com movimentos belos e graciosos
Em cima do palco, ela tem olhos brilhantes.

Ela é um anjo que pode dançar
Tem o poder de encantar toda a gente
Com seus saltos e piruetas, está quase a voar
E nada nunca a fez tão contente!

O vídeo a seguir é uma performance da minha bailarina preferida, Svetlana zakharova, vale a pena conferir: 


Para mais poemas meus clique aqui


"Perdido seja para nós aquele dia em que não se dançou nem uma vez!"
(Friedrich Nietzsche) 



Não tenho ambições nem desejos.
Ser poeta não é uma ambição minha,
É minha maneira de estar sozinho.
(Fernando Pessoa)